sábado, 18 de junho de 2011

Josué (FC Paços de Ferreira)

Bookmark and Share

A passar por uma fase de renovação, a Selecção de sub-21 conseguiu recentemente bons resultados em dois particulares realizados, tendo em vista a preparação para o apuramento para o próximo Europeu da categoria. Na formação de Rui Jorge, um dos principais rostos desta nova vaga de talentos é Josué, um médio promissor que aparenta ter características para se afirmar num futuro próximo.

Tendo nascido nos arredores da cidade do Porto, seria no clube azul e branco que o médio se formaria, com os responsáveis técnicos a depositarem-lhe grandes esperanças numa carreira interessante ao nível do futebol sénior. Com dois anos de interregno para actuar nos satélites Padroense e Candal, Josué enfrentaria uma experiência única ainda com idade de júnior, ao ser utilizado em dois encontros da Taça da Liga frente ao Vit. Setúbal e ao Sporting, oportunidade onde pôde conhecer uma nova exigência competitiva.


Nome: Josué Filipe Soares Pesqueira
Nascimento: 17/09/1990 (20 anos)
Naturalidade: Ermesinde
Altura: 174 cm
Peso: 70 kg
Posição: Médio-Ofensivo
Clube: FC Paços de Ferreira
Percurso: FC Porto (1997-2011): empréstimos ao Padroense (2005/2006); Candal (2007/2008), Sp. Covilhã e Penafiel (2009/2010); VVV-Venlo (2010/2011)
Nº Camisola: -


O Sp. Covilhã foi o clube que o acolheu na sua primeira etapa em termos profissionais, que, ainda assim, não correria da melhor forma devido a algumas divergências com a direcção da turma serrana. Deste modo, o jovem decidiu mudar de ares, passando, a partir de Janeiro, a representar o Penafiel e a figurar desde logo nas primeiras opções do técnico Lázaro Oliveira, que conduziria o clube duriense à permanência no segundo escalão.

Após um ano de rodagem no segundo escalão, o FC Porto entendeu que para esta época seria mais proveitoso para Josué jogar num campeonato mais competitivo, acabando por ser cedido ao VVV-Venlo, juntamente com Diogo Viana e Jorge Chula, outros atletas com vínculo à equipa nortenha. Nesta primeira aventura no estrangeiro, o médio foi uma das escolhas na fase inicial da temporada, perdendo, ainda assim, algum protagonismo na segunda metade da estação.

Apesar de não ter actuado com regularidade ao longo de todo o ano, Josué mostrou o seu valor em terras holandesas, ficando conhecido pelo seu fantástico pé esquerdo e pela sua admirável visão de jogo, características que são perfeitamente visíveis quando actua como organizador de jogo. Sabendo que o contrato que o ligava aos dragões estava prestes a terminar, o Paços de Ferreira, tal como tem sido habitual, voltou a garantir mais uma promessa do futebol português, dando a oportunidade ao jovem Josué de vir a singrar no principal escalão.


Vídeo:

Internacional pelas selecções jovens nacionais, o playmaker deverá aproveitar os inegáveis conhecimentos tácticos do seu técnico Rui Vitória, de forma a suprir a sua principal lacuna ao nível do posicionamento em transição ataque-defesa, um momento de jogo onde terá que ter maior intervenção e evidenciar maior atitude defensiva, completando assim os seus interessantes atributos futebolísticos.

Filipe Jesus

1 comentários:

Saviola disse...

http://futeboldeataque.forumvila.com/ registem-se sff

27 de junho de 2011 às 14:23

Enviar um comentário