quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Raheem Sterling (Liverpool FC)

Bookmark and Share


Data de 1990 o último campeonato de Inglaterra conquistado pelo Liverpool. Perante tamanha crise de sucessos, os responsáveis do clube decidiram, finalmente, proceder a mudanças. A chegada de Brendan Rodgers ao comando técnico veio revolucionar um pouco a política dos reds que deixou de fazer contratações disparatadas e partiu para a nova temporada decidido a intercalar entre a experiência e a juventude.

Apesar de alguma intermitência ao nível dos resultados, é evidente o aumento da qualidade do futebol praticado pela equipa, algo que há muito não se via para os lados de Anfield Road. Para esse futebol mais atractivo e entusiasmante muito tem contribuído a irreverência e o empenho dos mais novos. É nesse contexto que surge Raheem Sterling, um anglo-jamaicano de apenas 18 anos e uma das novas coqueluches da Premier League.


Nome: Raheem Shaquille Sterling
Nascimento: 08/12/1994 (18 anos)
Naturalidade: Kingston - Jamaica
Altura: 170 cm
Peso: 65 kg
Posição: Extremo
Clube: Liverpool FC - Inglaterra
Percurso: QPR (2003-2010), Liverpool (desde 2010)
Nº Camisola: 31


Formado no Queens Park Rangers, Sterling chegou à cidade dos Beatles em Fevereiro de 2010, pela mão do espanhol Rafael Benítez. Fez a sua primeira aparição na equipa sénior em Março de 2012, entrando aos 85 minutos, na derrota frente ao Wigan Athletic por 1-2. Com apenas 17 anos e 107 dias, tornou-se no segundo jogador mais jovem de sempre a jogar pelos reds.

Face aos excelentes desempenhos na equipa de reservas, onde terminou a época 2011/2012 com 6 golos e 7 assistências, foi incorporado por Brendan Rodgers no plantel principal esta temporada. Foi lançado a titular logo à segunda jornada frente ao Man. City e não mais largou o lugar.

A sua polivalência e versatilidade foram preponderantes para se tornar numa peça-chave no lote de escolhas do técnico norte-irlandês, podendo actuar tanto a extremo como, ocasionalmente, a segundo avançado. Veloz e com um grande poder de explosão, Sterling demonstra um óptimo controlo de bola comandando muitas vezes os ataques rápidos da sua equipa. Quando o faz revela-se sempre muito perigoso, perdendo-se, por vezes, em decisões precipitadas fruto da sua imaturidade.

A grande margem de progressão e a sua ascensão a titular absoluto na equipa principal do Liverpool abriram-lhe as portas à selecção A de Inglaterra, estreando-se a titular no amigável frente à Suécia realizado no passado mês de Novembro.

Vídeo:


Raheem Sterling continua a encher o campo com boas exibições e a chamar a atenção de quem o observa. Face às investidas de emblemas como Man. United, Man. City e Arsenal, os reds renovaram-lhe o contrato até 2018, aumentando-lhe a folha salarial em 2000% (de 2 mil e 500 euros semanais passou para 50 mil). Com a formação de Merseyside a tentar iniciar um novo ciclo, resta aguardar se esta nova fornada de jovens talentos irão reerguer o clube para patamares semelhantes aos do século XX.

André Monteiro

5 comentários:

João disse...

Vota na votação que se encontra no meu blog.

http://www.mundotalentoso.blogspot.pt/

27 de dezembro de 2012 às 20:14
Anónimo disse...

convém nao esquecer os trofeus internacionais conquistados pelo liverpool. Quem ler até pensa que o clube "morreu" em 1990..

27 de dezembro de 2012 às 22:06
Rumo ao Estrelato disse...

Sim, é verdade. O Liverpool conquistou uma Taça UEFA em 2000-2001 e uma Champions em 2004-2005. Mas a nível interno, apenas foi ganhando algumas taças nestes últimos 22 anos. Para um clube com uma história e dimensão como o Liverpool, é um péssimo registo.
Em tempos aúreos, bastariam 4/5 anos para conquistar o mesmo número de troféus conquistados desde 1990.

28 de dezembro de 2012 às 11:35
João disse...

Participa na primeira jornada da segunda edição do concurso "Quem é este jovem?".

http://www.mundotalentoso.blogspot.pt/

29 de dezembro de 2012 às 17:08
Anónimo disse...

Eu quero ver é o Adryan , do flamengo. Tem 17 anos e é melhor que esses todos que tens colocado.

11 de janeiro de 2013 às 16:30

Enviar um comentário